Dicas úteis

Festival da Lua - Festival Chinês do Meio do Outono

Pin
Send
Share
Send
Send


Receba um artigo mais lido por e-mail uma vez por dia. Junte-se a nós no Facebook e VKontakte.

Na lua cheia, os chineses estão completando a colheita, e o disco redondo da estrela da noite (correspondente na tradição chinesa ao feminino) simboliza fertilidade e prosperidade. Seguindo crenças antigas, muitos incensos são acendidos para apaziguar Chanye, o mítico morador da lua. Seu companheiro é um coelho que libera em um morteiro a droga da imortalidade. Segundo a lenda, a bela Chanye bebeu por engano a poção da imortalidade, que serviu de recompensa ao seu amado Howie. Um arqueiro bem-intencionado conseguiu derrubar nove estrelas cuja luz poderia superaquecer a terra, pela qual o imperador lhe deu um elixir, que ele deveria beber em pequenos goles. Depois de engolir a bebida proibida, Chanye voou para a lua e Huoi após a morte subiu ao sol. Desde então, os amantes só podem se encontrar uma vez por ano, no dia 15 do oitavo mês.

Durante o festival lunar, as ruas estão cheias de emoção - as famílias andam até a manhã, com as quais as crianças são especialmente felizes. Eles não são avessos a festejar com “bolos da lua”, que são abundantes em todo lugar. A propósito, acredita-se que esses doces tenham desempenhado um papel especial na história da China. Com sua ajuda, no século 14, figuras públicas conseguiram levantar uma revolta contra a dinastia Yuan. Apesar da proibição de realizar reuniões, o ativista Liu Futong distribuiu muitos biscoitos de gengibre, cada um com uma nota pedindo para derrubar o governo.

Você gosta do artigo? Então nos apoie pressionar:

Lendas de outras lendas da lua

Segundo outra lenda, naquele dia, "Man on the Moon" foi flagrado em um hotel onde uma tabuleta foi escrita. Quando perguntado, ele disse que anotou os nomes de todos os casais felizes que estavam destinados a se casar e viver felizes para sempre. Assim, assim como junho é o mês tradicional de troca de cerimônias de casamento no oeste, muitos casamentos chineses são realizados no oitavo mês lunar, sendo o décimo quinto dia o mais popular.

Naturalmente, a lenda mais famosa que cerca o Festival da Lua diz respeito ao seu possível papel na história chinesa. Sobrecarregados pelos mongóis no século XIII, os chineses expulsaram seus opressores em 1368 dC. Dizem que os bolos da lua, que os mongóis não comiam, eram a maneira ideal de se esconder e seguir os planos de rebelião.

As sementes foram instruídas a não comer bolos da lua até o dia do feriado lunar, que ocorreu quando a rebelião ocorreu. (Em outra versão, foram enviados planos para bolos de lua durante vários anos de festivais no meio do outono, mas a idéia básica é a mesma).

Como celebrar o Festival da Lua

Hoje, os chineses celebram o Festival do Meio Outono com dança, festas e um visual iluminado pela lua. Sem mencionar bolos de lua. Enquanto o cozimento é uma característica comum da maioria das celebrações chinesas, os bolos da lua estão indissociavelmente ligados ao Festival da Lua. Um tipo de bolo tradicional da lua é preenchido com pasta de sementes de lótus (veja a foto ao lado). Aproximadamente do tamanho de uma palma humana, esses bolos da lua são bastante cheios, projetados para serem cortados na diagonal em blocos e distribuídos. Isso explica o preço bastante alto (cerca de US $ 5,00 no Canadá). Atenção: a gema salgada no meio, representando a lua cheia, é um gosto adquirido.
As versões mais complexas dos bolos da lua contêm quatro gemas (representando as quatro fases da lua). Além da pasta de sementes de lótus, outros recheios tradicionais incluem feijão vermelho e pasta de feijão preto. Infelizmente para dietas, bolos de lua são bastante ricos em calorias.
Enquanto no passado, os mooncakes levavam até quatro semanas, a automação acelerava bastante esse processo.

Hoje, os bolos da lua podem ser preenchidos com tudo, desde tâmaras, nozes e frutas a salsichas chinesas. Criações mais exóticas incluem tortas de chá da lua com chá verde e bolos de ping-pi ou lua de boneco de neve, variações do sudeste asiático feitas a partir de farinha de arroz glutinosa cozida. A Haagen-Daz chegou a participar da ação introduzindo uma linha de hambúrgueres de sorvete da lua nos mercados asiáticos.
Dada a complexidade de sua criação, a maioria das pessoas prefere comprar bolos de lua em vez de criá-los. Você as encontrará em padarias asiáticas a partir de meados de agosto. Enquanto isso, para quem tem uma inclinação culinária, aqui estão algumas receitas.

Quando a festa é celebrada?

Se o Ano Novo Chinês é adoração ao sol, então o meio do outono é a hora de adorar a luminária noturna. O feriado é comemorado na noite do dia 15 ao dia 16 do oitavo mês do calendário lunar. Normalmente, este é o final de setembro ou o início de outubro.

O Festival do Meio Outono na China também é chamado de Festival da Lua. Acredita-se que ela seja hoje a maior, a mais redonda e a mais bonita. A plenitude da luminária simboliza vários valores importantes ao mesmo tempo: fertilidade, a unidade de uma família numerosa, beleza, sucesso, amor. E também - saudades de casa ou entes queridos que estavam longe. Uma lenda muito bonita está associada ao feriado. Esta é uma história romântica sobre o arqueiro Hou Yi e seu amante Chang'e.

Festival do Meio Outono na China: uma lenda

Nos tempos antigos, havia 10 sóis. Eles foram para o céu, por sua vez, mas um dia subiram simultaneamente. O calor deles quase destruiu tudo no planeta, mas o bravo arqueiro Hou Yi derrubou 9 estrelas com flechas. A imperatriz do céu desde então o favoreceu e deu a ele um elixir que concede a imortalidade e a vida celestial como uma divindade.

O arqueiro tinha a amada esposa de Chang'e, a quem ele dava a bebida mágica para armazenamento. Quando Hou Yi estava ausente, um homem mau veio à casa e queria se tornar imortal. Ele ameaçou Chang'e, e ela foi forçada a beber o elixir para que ele não caísse em mãos ruins. Imediatamente depois disso, a mulher se tornou uma divindade. Ela se transferiu para a lua, mais próxima da Terra, e começou a morar lá sozinha. Junto com ela, há apenas uma lebre de jade, que em um morteiro interpreta a poção da imortalidade.

Chang'e é forçada a ansiar pelo marido de longe. Howe também ficou triste, olhando a luz da noite. Um dia a lua parecia especialmente perto dele, ele correu atrás com toda a força, mas não conseguiu alcançá-lo. Então o marido ansioso começou em seu jardim a fazer oferendas à esposa com seus pratos e incenso favoritos. As pessoas que aprenderam essa triste história também sacrificaram comida à deusa Chang'e e pediram sua proteção. Então surgiu um feriado.

História do Festival da Lua

A primeira menção escrita disso remonta à era de Zhou. A idade deles é de cerca de três mil anos. Naqueles dias, os governantes todos os anos após a colheita eram sacrificados à lua para tornar a terra fértil no próximo ano.

Durante a dinastia Tang (618-907), os plebeus adotaram a tradição de admirar a lua e fazer oferendas a ela. Ela criou raízes. Nos séculos 10-13, quando a dinastia Song governou, o feriado foi comemorado amplamente, gradualmente coberto de magníficas cerimônias e rituais. A partir do século XIV, passou a ser considerado um dos principais e permanece até agora. Como é comemorado o Festival do Meio Outono na China?

Biscoitos de gengibre lunar

Neste dia, todos os membros da família se reúnem no céu noturno aberto. As mesas estão prontas. Frutas redondas são exibidas: melancias, melões, ameixas, uvas, maçãs, toranjas, etc. A comida obrigatória para o Festival do Meio Outono na China são os “bolos da lua” (yuebin). Eles são redondos, como um disco de uma luminária noturna. Eles retratam a deusa Chang'e, o sapo no qual, segundo algumas lendas, ela se transformou em seu palácio, a lebre da lua, ou simplesmente belos padrões.

Os "bolos da lua" simbolizam o bem-estar e a feliz reunião familiar. Antecipando a celebração, eles são vendidos em todas as lojas e supermercados. É costume entregá-los a amigos e conhecidos. Após o ritual de adoração da lua, os bolos são comidos.

Como é comemorado o Festival do Meio Outono na China?

Neste dia, as ruas das cidades estão lindamente decoradas. Em todos os lugares as lanternas ardem, as luzes brilham. Uma atmosfera de calor, a unidade é criada. As famílias tentam se reunir para o feriado. A comida é apresentada como presente. As crianças recebem coelhos da lua. Nas ruas são festivais com músicas, danças, apresentações teatrais. Tudo é dedicado à lua: eles a admiram, leem poesia sobre ela. Lanternas são lançadas em memória do amor da deusa Chang'e e do arqueiro Hou I.

É dada especial atenção à geração mais velha. Os idosos são cercados por atenção e cuidado. Nas aldeias, as famílias passam a noite ao ar livre, sob a lua cheia. As mesas estão prontas. Os parentes se regalam, meditam sobre uma estrela brilhante, procuram as sombras de Changye e a lebre da lua nela. Eles lembram aqueles que não estão mais neste mundo.

Tradições de celebração em diferentes províncias

A China é um país grande com uma população grande. As tradições do Festival do Meio Outono na China variam de acordo com o local. Cada província tem suas próprias lendas, crenças e costumes.

  • Em alguns lugares, uma dança do dragão é organizada. Os turistas podem ver, por exemplo, em Hong Kong. Um dragão em chamas com incensos varre as ruas da cidade, serpenteando em uma dança chique.
  • No condado de Longyan, eles cortam o meio do "bolo da lua", que dão à geração mais velha da família. Isso sugere que existem segredos que os jovens não precisam conhecer por causa de sua idade.
  • Na província de Jiangsu, há o condado de Wuxi, onde é costume queimar incenso "Duxiang" no Festival da Lua à noite. Um pote de resina aromática é embrulhado em seda, que retrata uma luminária noturna.
  • Na cidade de Dongguan, meninos e meninas solteiros queimam incenso sob a lua, pedindo ajuda aos espíritos para encontrar amor.
  • No condado de Hejian, localizado na província de Hebei, a chuva de férias é considerada um mau presságio. É chamado de "amargo" porque prevê uma colheita sem gosto.

O Festival do Meio Outono na China é um evento vibrante. Os turistas que a visitam estão imersos em uma atmosfera especial de calor, poesia, alegria. A participação em feriados tradicionais é a melhor maneira de se familiarizar com a cultura de um país estrangeiro e sentir seu envolvimento com os habitantes locais.

Pin
Send
Share
Send
Send